Edvard Munch: The Scream

Oil on canvas
36 1/8 x 51 1/2" (91.8 x 130.8 cm)
Gift of Mr. and Mrs. H. Irgens Larsen and acquired through the
Lillie P. Bliss and Abby Aldrich Rockefeller Funds

Edvard Munch. The Storm. 1893

Oil on canvas, 36 1/8 x 51 1/2" (91.8 x 130.8 cm). Gift of Mr. and Mrs. H. Irgens Larsen and acquired through the Lillie P. Bliss Bequest (by exchange) and Abby Aldrich Rockefeller Funds. © 2018 The Munch Museum / The Munch-Ellingsen Group / Artists Rights Society (ARS), New York

NARRADOR: Curadora, Ann Temkin

ANN TEMKIN: Esta é Aasgaardstrand, uma vila de repouso e pesca na Noruega onde Munch geralmente passava os seus verões.

O que você tem é a imagem de uma mulher no primeiro plano que possui as orelhas cobertas, mas se você olhar para todas as mulheres na fileira atrás dela, a certa distância, elas também estão cobrindo as orelhas.

Provavelmente, elas estão protegendo a orelha contra os ventos barulhentos. E você pode dizer pelas árvores curvadas em frente à construção no centro que está ventando bem forte.

E eu penso que a principal coisa que informa A Tormenta é que Munch tem a ideia de uma pessoa que está isolada. E uma comunidade de outras—aqui, são cinco ou seis mulheres. Você tem a sensação de que Munch está vendo o mundo através dos olhos de alguém que está encurralado por uma comunidade da qual ele não faz parte.

A vida de Munch foi mais repleta de muito mais do que a porção normal de tragédia, a começar pela sua mãe morrendo quando ele era um menino muito novo; então, por um lado, sim, é a história de sofrimento e tragédia do próprio Munch. Por outro lado, é muito, muito emblemático deste período da década de 1890 por toda a Europa, onde houve uma verdadeira mudança na psiquê onde a Revolução Industrial tomara lugar. A década de 1890 foi uma época onde muitos artistas estavam experimentando com a ideia de uma imagem que foi pintada não para retratar uma realidade externa, porém uma interna. E ele, assim como muitos de sua geração, distanciou-se da ideia de que a cor é algo que você usa para descrever como o mundo se parece. E, em vez disso, ele considerava a cor como um veículo para transmitir um estado emocional, criando uma atmosfera expressiva.

0:00
7 / 15